Férias em Dobro Quando o Funcionário Tem Direito

Férias em Dobro é um direito CLT garantido ao empregado que não desfrutar de seu descanso dentro de dois anos.


Funcionários com férias vencidas podem se valer da lei que garante férias em dobro, ou seja, a empresa terá que pagar o dobro da remuneração para compensar o período de férias não desfrutado garantindo um valor a mais.

Mas muitas pessoas não conhecem esse direito e outras tantas possuem dúvidas a respeito das férias em dobro, por isso vamos te falar tudo sobre este tema tão importante ao trabalhador e que por muitas vezes é negligenciado.

Tenho Direito à Férias em Dobro?

Uma das dúvidas frequentes dos empregados é quando se tira as férias em dobro. Para começar precisamos explicar que as férias é o período de descanso garantido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

A cada 12 meses seguidos de trabalho, o empregado brasileiro tem direito a 30 dias de descanso. O prazo é contato pela data do registro em carteira, mas isso não quer dizer que você terá férias sempre naquela data.

Por exemplo: Você foi registrado no dia 5 de fevereiro de 2015, no dia 5 de fevereiro de 2016 você terá direito a 30 dias de férias.

Quem Tem Direito Férias em Dobro

Se a empresa não definir um período para você desfrutar desse direito até o dia 5 de fevereiro de 2017 você terá direito a férias em dobro.

As férias em dobro não querem dizer que você terá 60 dias de descanso, mas sim que a empresa terá que pagar duas vezes o valor devido ao empregado.

É muito importante entender essa diferença, pois os trabalhadores se enganam acreditando que deixar as férias vencer será benéfico para ele.

Quanto Eu Recebo Nas Férias em Dobro

Quando o empregado tem direito a férias em dobro é necessário fazer um cálculo de férias proporcionais, isso pode parecer complicado, mas vamos te ensinar como calcular as férias.

O cálculo das férias é o seguinte: a remuneração mais 1/3 (um terço). Esse valor é calculado de acordo com o salário. Se o empregado recebe R$1.000,00 mensalmente ele terá este valor de férias mais 1/3. Um terço de R$ 1.000,00 é R$ 333,33, logo o empregado irá receber R$ 1.333,33 de férias.

Quando as férias estão vencidas o cálculo das férias em dobro é realmente o dobro do valor, tanto no valor do salário como no valor do 1/3. Então se esse mesmo empregado ficar mais de 24 meses sem descanso a empresa terá que pagar a ele uma quantia de R$ 2.666,66, além de lhe conceder 30 dias de férias.

Não Abra Mão dos Seus Direitos

Fique sempre atento aos seus direitos para não perder o benefício, tanto o descanso quanto o financeiro. Lembre-se de que a CLT te garante não só os dias de férias, mas também o valor que deve ser recebido.

As férias em dobro também devem ser paga quando o empregado sai de férias antes que a empresa pague o valor que lhe é devido. Pela lei a empresa tem dois dias para lhe entregar este dinheiro, se esse prazo for descumprido ela terá que pagar os valores em dobro.

Não deixe ser enganado, aprenda sobre seus direitos e converse com o RH da empresa para que nenhum deles seja descumprido.

Facebook Twitter Google Plus WhatsApp
Sobre o autor: Marcos Aurelio nasceu em Chapecó Santa Cataria e hoje mora em Caxias do Sul no Interior do Rio Grande do Sul, onde aprendeu a torcer para o Juventude e uma das suas maiores alegrias foi em 1999 quando o time foi campeão da Copa do Brasil. Mais deste autor.