Gases Intestinais Causas e Tratamentos

Os gases intestinais causam desconforto e podem ser evitados com medicação. Bactérias produzem gases mal cheirosos que podem prejudicar a vida social


As flatulências, mais conhecidas como gases intestinais, são um problema frequente, principalmente pelo constrangimento público que algumas pessoas sofrem a partir do aumento de sua frequência.

Naturalmente, produzimos gases intestinais, que quase na totalidade das vezes não têm odor.

Entretanto, alguns por cento destes gases podem ser mal cheirosos, potencializados por certos hábitos e ingesta de alimentos que possam propiciar o mau cheiro.

Veja um pouco mais sobre gases intestinais.

Como se Formam os Gases Intestinais

As bactérias que colonizam o intestino têm como produto de seu metabolismo os gases e aí está a gênese do problema. Quando se come muito rápido ou alimentos com alta concentração de enxofre e proteínas, os gases se formam em maior quantidade, gerando sinais e sintomas quando estão em demasia.

Os carboidratos podem não ser digeridos pela falta de capacidade das enzimas digestivas em processá-los e as bactérias tendem a fermentá-los.

Quando comemos muito rápido engolimos muito ar, contribuindo o enchimento do intestino com gases intestinais. O ar em excesso pode sair pela cavidade oral em forma de arroto ou por via retal. O problema afeta pessoas de todas as idades, tanto mulheres quanto homens e é comum também em crianças.

Sinais e Sintomas dos Gases Intestinais

O indivíduo apresenta-se com mal estar, abdome distendido (barriga inchada), dor abdominal que pode simular até problemas cardíacos se irradiando para o tórax e flatulências.

Gases Intestinais

É normal que todos os dias se libere de meio a um litro e meio de gases intestinais por dia. Mais que isso já indica algum problema, como por exemplo a síndrome do cólon irritável. Já é considerado o fator genético uma das causas de gases intestinais em excesso.

 

Tratamento para Gases Intestinais

O tratamento de gases intestinais é muito simples. Os fármacos são o tratamento de escolha e não precisam de receita médica para serem comprados. O Luftal é o mais famoso e tem nome científico Simeticona.

Não foram encontrados contra-indicações para seu uso, que pode ser contínuo. Além dele, pode-se usar carvão ativado e chás naturais.

Para obter resultados ainda mais naturalmente, o indicado é praticar atividade física, como ciclismo ou caminhada, por pelo menos alguns minutos por dia. Além do tratamento para gases intestinais, a pessoa terá os diversos benefícios do exercício físico. A alimentação também precisa ser controlada!

Quem tem gases intestinais em excesso deve beber muita água (essencial para prevenir alguns problemas renais) e ter a dieta rica em fibras, facilitando o trânsito intestinal.

Idealmente, é preciso mastigar várias vezes antes de engolir o alimento, em ambiente tranquilo e com calma. Falar durante as refeições pode facilitar a deglutição de ar, e isto não é interessante. Evite adoçantes a base de sorbitol.

Alimentos que Causam Gases Intestinais

É bom saber os alimentos que causam gases intestinais para restringir ou até mesmo desistir de seu uso. Exemplos são o feijão, lactose (açúcar do leite), repolho, brócolis, couve-flor, batata doce, iogurtes, grão de bico, batatas, cebolas e bebidas com gás.

Cada um tem seus alimentos de escolha e que causam mais ou menos gases, sendo o ideal observar o cardápio para excluir da dieta os alimentos que mais agravam a situação, de forma individual.

Síndrome do Intestino Irritável

Uma doença muito frequente e ainda pouco diagnosticada é a síndrome do intestino irritável, responsável por grande constrangimento por conta de gases intestinais em excesso, por vezes mal cheirosos muito frequentes, que causam ainda dores abdominais e distensão quando não liberados.

A síndrome do intestino irritável pode ter predomínio de diarreia ou constipação e associação das duas. O diagnóstico é feito pelo gastroenterologista, médico especialista que trata das doenças do sistema digestivo.

TURBO XTREME BLACK Secador de Gordura Natural
Facebook Twitter Google Plus WhatsApp
Sobre o autor: Grazielle Dias cursou moda na IED BRASIL no Rio de Janeiro, morou 2 anos em Milão na Itália quando seus pais foram transferidos para presidir uma multinacional e hoje trabalha com artigos voltados para o publico feminino com dicas de moda e tudo que faça parte do mundo feminino. Mais deste autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *