Colesterol Alto Sintomas e Tratamento

A dislipidemia ou colesterol alto é uma doença que pre-dispõe outras doenças, inclusive cardiovasculares favorecendo infarto e derrame. Entenda um pouco..


A dislipidemia é um dos fatores mais importantes para a chamada aterosclerose. A aterosclerose é a deposição da camada íntima das artérias por placas de colesterol. Pode parecer simples a denominação, mas esse colesterol depositado é o que forma uma barreira para a passagem de sangue, levando a falta de oxigênio para a região que seria perfundida.

Caso aconteça nas artérias que irrigam o coração, teremos o infarto. Caso seja uma artéria cerebral, AVC. A hipertensão e o diabetes também são fatores que ajudam na gênese destes eventos cardiovasculares, mas é interessante saber um pouco sobre a origem deste colesterol alto e os males que ele pode causar.

Colesterol na Dislipidemia – Colesterol Alto

O colesterol tem muitas funções metabólicas no organismo, sobretudo na formação de hormônios sexuais. Está inserido na membrana das células e das lipoproteínas, que são importantes para transporte de lipídeos. Sem colesterol não haveria produção de vitamina D nem a síntese da bile, substância necessária para a absorção de gordura pelo corpo. No fígado, a grande quantidade de colesterol é produzida, enquanto apenas 30% é ingerido pela dieta.

Colesterol Alto

As pessoas hoje em dia andam extrapolando e aumentando o consumo indiscriminado de colesterol, chegando a uma dieta com ênfase em muita gordura e poucos nutrientes, favorecendo uma série de doenças. Os alimentos que contém colesterol alto são as carnes vermelhas, ovos, queijos, manteiga. Sem solubilidade em água, o colesterol precisa de uma lipoproteína para ser transportado (LDL)

Colesterol LDL, HDL e Triglicerídeos

O LDL é o chamado mau colesterol. É uma proteína de baixa densidade e leva colesterol para os tecidos. Quando em excesso é aquele que se deposita na parede dos vasos levando a placas de ateroma. A evolução é muito perigosa, por isso é necessário abaixar os níveis de LDL o mais rápido possível do sangue.

Por outro lado, temos o colesterol bondoso, o HDL. Este é aquele que protege o corpo da oxidação, permite que as artérias tenham um metabolismo mais favorável e devem estar altos no sangue. O HDL é um colesterol de alta densidade encontrado sobretudo no salmão. O que mais se vê nos consultórios são pacientes com o bom colesterol baixo e com o mau colesterol alto, uma verdadeira catástrofe para o coração e vasos sanguíneos.

Os triglicerídeos são outros componentes gordurosos do sangue, e são proporcionais a quantidade de partículas de LDL nocivas a saúde dos vasos. Ou seja, quanto mais triglicerídeos, maior a ação do LDL sobre as artérias, facilitando o ataque cardíaco.

Diagnóstico da Dislipidemia

Para ser dislipidêmico não precisa apresentar qualquer sintoma. O xantelasma (lesão na pele que refere alta quantidade de gordura no sangue) dá um sinal inespecífico, já que nem sempre a pessoa apresenta. Com uma boa conversa, o médico já sabe das atividades e do estilo de vida que o indivíduo leva, assim como a pré-disposição familiar.

Então, poderá solicitar um lipidograma (exame de sangue que avalia colesterol total, LDL, HDL, triglicerídeos). Estes exames vindo alterados já confirmam uma dislipidemia com colesterol alto.

Tratamento do Colesterol Alto

Caso as taxas estejam altas, é necessário começar uma atividade física regular, controle da pressão arterial, dieta com baixa ingestão de gorduras e predomínio de substâncias antioxidantes.

O tratamento medicamentoso do colesterol alto fica por conta das estatinas, como a Sinvastatina e a Torvastatina. Cada médico saberá direcionar o paciente a um medicamento específico, já que um deles pode ser facilmente conseguido na Farmácia Popular e outro custa um valor bem mais caro.

Em crianças, a dislipidemia vem aumentando assustadoramente. É um processo resultante do sedentarismo e da alta ingestão de gorduras e carboidratos. Segundo especialistas, para obter sucesso terapêutico, toda a família deverá fazer a dieta em conjunto, pois apenas estar perto da comida não saudável já é o gatilho para experimentar um pedaço e acabar com a dieta.

Facebook Twitter Google Plus WhatsApp
Sobre o autor: Grazielle Dias cursou moda na IED BRASIL no Rio de Janeiro, morou 2 anos em Milão na Itália quando seus pais foram transferidos para presidir uma multinacional e hoje trabalha com artigos voltados para o publico feminino com dicas de moda e tudo que faça parte do mundo feminino. Mais deste autor.