Home Cursos Férias em Dobro Quando o Funcionário Tem Direito

Férias em Dobro Quando o Funcionário Tem Direito

Escrito por Marcos Aurelio 10 de setembro de 2015

Funcionários com férias vencidas podem se valer da lei que garante férias em dobro, ou seja, a empresa terá que pagar o dobro da remuneração para compensar o período de férias não desfrutado garantindo um valor a mais.

Mas muitas pessoas não conhecem esse direito e outras tantas possuem dúvidas a respeito das férias em dobro, por isso vamos te falar tudo sobre este tema tão importante ao trabalhador e que por muitas vezes é negligenciado.

Tenho Direito à Férias em Dobro?

Uma das dúvidas frequentes dos empregados é quando se tira as férias em dobro. Para começar precisamos explicar que as férias é o período de descanso garantido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

A cada 12 meses seguidos de trabalho, o empregado brasileiro tem direito a 30 dias de descanso. O prazo é contato pela data do registro em carteira, mas isso não quer dizer que você terá férias sempre naquela data.

Por exemplo: Você foi registrado no dia 5 de fevereiro de 2015, no dia 5 de fevereiro de 2016 você terá direito a 30 dias de férias.

Quem Tem Direito Férias em Dobro

Se a empresa não definir um período para você desfrutar desse direito até o dia 5 de fevereiro de 2017 você terá direito a férias em dobro.

As férias em dobro não querem dizer que você terá 60 dias de descanso, mas sim que a empresa terá que pagar duas vezes o valor devido ao empregado.

É muito importante entender essa diferença, pois os trabalhadores se enganam acreditando que deixar as férias vencer será benéfico para ele.

Quanto Eu Recebo Nas Férias em Dobro

Quando o empregado tem direito a férias em dobro é necessário fazer um cálculo de férias proporcionais, isso pode parecer complicado, mas vamos te ensinar como calcular as férias.

O cálculo das férias é o seguinte: a remuneração mais 1/3 (um terço). Esse valor é calculado de acordo com o salário. Se o empregado recebe R$1.000,00 mensalmente ele terá este valor de férias mais 1/3. Um terço de R$ 1.000,00 é R$ 333,33, logo o empregado irá receber R$ 1.333,33 de férias.

Saiba Como Sacar FGTS Retido na Caixa Econômica

Quando as férias estão vencidas o cálculo das férias em dobro é realmente o dobro do valor, tanto no valor do salário como no valor do 1/3. Então se esse mesmo empregado ficar mais de 24 meses sem descanso a empresa terá que pagar a ele uma quantia de R$ 2.666,66, além de lhe conceder 30 dias de férias.

Não Abra Mão dos Seus Direitos

Fique sempre atento aos seus direitos para não perder o benefício, tanto o descanso quanto o financeiro. Lembre-se de que a CLT te garante não só os dias de férias, mas também o valor que deve ser recebido.

As férias em dobro também devem ser paga quando o empregado sai de férias antes que a empresa pague o valor que lhe é devido. Pela lei a empresa tem dois dias para lhe entregar este dinheiro, se esse prazo for descumprido ela terá que pagar os valores em dobro.

Não deixe ser enganado, aprenda sobre seus direitos e converse com o RH da empresa para que nenhum deles seja descumprido.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário